21 de janeiro de 2010

Sua luz permanece

“Maysa é como as cigarras. Morreu ao entardecer, mas seu canto será eterno” (Billy Blanco)


Hoje, mais exatamente as 17h50. São 33 anos de saudade, sem a nossa grande estrela. Preferimos economizar as palavras, para esta homenagem que preparamos a Maysa. Tentamos colocar os nossos sentimentos, que são um tanto quanto inexplicáveis e fortes nesse momento. Maysa, agora o momento é seu. Nós não existimos sem você. (Paola)


"É fim de noite, nossa estrela foi embora, a tristeza chora, Maysa se foi agora. Meu coração chora, chora de tristeza, chora de saudade, saudade de alguém que não conheci e que vive em mim intensamente. Maysa se foi antes da hora, se foi antes que eu a conhecesse, a mim só resta esperar o dia, o momento em que eu irei ao seu encontro, verei a deusa imaginada nos sonhos pensados. Maysa pra mim representa tudo, várias faces de uma única mulher, inúmeros adjetivos, qualidades, é liberdade, é amor, intensidade, verdade é luta! Luta de uma única mulher, contra toda uma sociedade hipócrita em busca da sua felicidade, é a intensidade de uma pessoa que amava sem medo, que se entregava aos sonhos e ia a luta em busca deles, uma mulher livre que só fazia o que queria e o que gostava, uma mulher apaixonada pelo amor, por ele viva e sofria, amava e chorava. Maysa para sempre ficará em meu viver. É como um hino que clama pelo amor, que quer por ele viver e por ele morrer, apenas por ele. São dois olhos verdes mágicos que brilham de vida, que iluminam, que entontecem e jamais esmorecem. Falta-me palavras, não há como me expressar, eu queria dizer muito e muito mais, mas será que basta dizer que o meu amor por ela é enorme demais? Pra mim não é cafona sentir dor, não é feio sofrer por amor. Maysa me fez buscar o amor, acreditar na liberdade e lutar pela felicidade. Ela se foi antes da hora, mas agora vê a sua paz, a paz vislumbrada, nos sonhos, nos versos...Ela há de estar muito bem, em meio a sua paz que ela sempre almejou, ao redor da felicidade, da felicidade tantas vezes sonhada. Maysa eu só queria dizer que eu te amo! Até um dia, até talvez, até quem sabe..." (Vitor)



Maysa, eu não existo sem você
"Maysa, a mulher, o mito, a cantora.
Viveu uma vida apaixonada.
Uma vida de amores.
Uma vida totalmente intensa.
Só fazia o que queria e o que pensava.
Não exitava e por vezes, não media consequências.
Verdadeira sempre.
Ousada ás vezes.
Desafiadora, contestadora e um forte!
Um forte que desmoronava sempre!
E logo se reerguia.
Sempre com seus medos e inseguranças,
Forte demais.
Exagerada demais.
Porém, frágil e sensível muito mais!
Vivia como queria.
Vivia no pleno sentido da palavra liberdade.
Cantou plenamente o amor.
São esses: O amor e a dor, a vida de Maysa.
Sua história se mistura a esses sentimentos.
E se alguém não quisesse ou não quiser entendê-la, ela não se importaria, porque ela era muito mais feliz do quem já falou ou vai falar dela.
Maysa, ''Se você não existisse, teria que ser inventada.''"
(Vitor)
"Há pessoas que mesmo quando partem não se vão de todo. Sem dúvida alguma, Maysa não se foi inteiramente. Gente como Ela, deixa muita coisa; partem deixando sua luz. O brilho de Maysa ficou, mesmo a estrela tendo partido - naquela tarde de um verão, até então feliz . O mundo inteiro sentiu um vazio. A falta do espaço ocupado por Maysa provocou abalos indefiníveis nos corações de quem a amava. Mas Ela foi generosa, deixou presentes infinitos e incomparáveis; deixou seu ar – respirava a música, poesia, as noites da velha boemia, a fumaça dos eternos cigarros, misturados a brisa de céu e de mar. Nos deixou a inefável imagem de seus “dois oceanos não- pacíficos”, olhos que choraram as noites sozinhas, que brilharam nos dias de sol, olhos que emudeceram poetas. Olhos que viram coisas que ninguém imagina que existam; olhos que com sede, descobriram o mundo, talvez não da maneira mais fácil, mas a mais verdadeira, a mais pura, a mais inocente. E que com esses olhos, ganhou o mundo & o mundo os ganhou como um eterno presente, que perdura em todas as almas e os corações, que tem a pureza, e a bondade de entendê-los. Maysa, você “foi um clarão de beleza, sua luz permanece. Ela volta hoje mais viva que nunca. Volta triunfante, mesmo sem estar de pernas de fora cantando um belo “Light my fire”. Na verdade Maysa não ‘volta’ e sim, permanece. Já é uma constante em nossas vidas; entoando seus versos machucados pelo amor, mas acima de tudo, verdadeiros, e humanos." (Marina)

 "Esta mulher viveu. Viveu em todos os sentidos, de todos os jeitos. Mas sempre de seu modo, com a sua maneira de ver e entender o mundo. Não seguiu as regrinhas miúdas do jogo. Ela fez o jogo. E jogou pra valer. Viajou o mundo todo, conheceu as melhores e as piores pessoas; aprendeu a lidar com elas, com as alegrias e as dores que as fizeram. Sofreu e fez sofrer. Amou e foi amada. Talvez tivesse amor demais para dar. Fumou incontáveis cigarros, que representaram talvez, cada amor perdido, cada desilusão. Bebeu a vida em intermináveis goles. Goles que não tiveram os melhores gostos; provou os dissabores da vida. Uma mulher linda, inteligente, pura, uma pessoa de bem. Com olhos mágicos, como os de uma porta – basta olhar lá dentro, que já se descobre o que há do outro lado –. Com uma boca, que cantou como ninguém- o amor, – e a dor que fez a falta do mesmo–. Uma artista assim como Maysa, só existe uma vez na vida. Não haverá ninguém que substituirá Maysa nem que preencherá essa enorme saudade que ela deixou. Ninguém sabe o quanto Maysa é especial pra mim, nem o quanto a amo. E nem eu sei o quanto a amam; porque cada coração tem um jeito de amar em sua própria dimensão. Só sei que o meu coração não tem dimensões para ama–lá, porque meu amor por ela é infinito, e incondicionalmente: ETERNO. Maysa, eu te amo." (Marina)Nos diários e nos poemas, Maysa também deixou seu adeus. Na sua última anotaçao disse: “Hoje é novembro de 1976. Sou viúva, tenho 40 anos. Casei meu filho há uns dias e sou uma mulher só. O que dirá o futuro?”

Em um dos últimos poemas, Maysa se mostrava esperançosa, mas ainda com aquela angústia no peito que carregou por grande parte de sua vida. Com esse poema “Paz Vislumbrada”, fizemos um vídeo com imagens marcantes e emocionantes de Maysa.



video


Paz Vislumbrada
“Eu estava com medo,
olhava o mundo
com grande terror...
Agora estou alegre,
eu estou contente.
Giro pelo mundo vendo gente,
mas essa gente
me faz feliz.
É o sinal do tempo
pra que eu não me esqueça
que isso é só uma trégua
na dor que já conheço
e na volta da dor a mim,
depois da paz vislumbrada.
Por fim me fará louca,
espantosamente louca
e pedras atirarei pelos caminhos,
por onde terei que arrastar meu corpo
pra que me machuquem
antes de que outras,
as mais duras,
abram minha cabeça
e descubram minha inocência.”

(Maysa)


video


"...e se alguém interessa saber, sou bem feliz assim, muito mais do quem já falou, ou vai falar de mim." (Maysa)
"Maysa, nós te amamos."

14 comentários:

  1. Que homenagem linda....os textos estão um espetáculo,os vídeos maravilhosos.....obrigada por vcs dividí-los conosco....
    E VIVA MAYSA....eternamente...

    ResponderExcluir
  2. Não sei o que dizer, como compreender o indizível? Como compreender o não explicável?
    Eu não posso explicar quando foi, e nem como ela veio, só sei que não quero dela me afastar."Duas vezes se morre, uma na carne outra no nome" - se depender de mim, Maysa será eterna. Nas constelação de estrelas da música brasileira, há um cantinho todo especial, aonde pode se ver dois lampiões verdes, uma fumaça de cigarro, e um sussurro de amor. Maysa ainda brilha, ainda existe, não o fosse, não existiria mais nenhuma esperança para esse mundo. Traz paz e alucina, traz amor e nicotina, traz tudo e me domina. Maysa, mulher, cantora, menina.

    Viva Maysa

    ResponderExcluir
  3. Saudade é algo que não se expressa. É como sentir uma brisa morna pelos cabelos, ou um aroma que remete a uma boa lembrança. Fiquei assim, com um sorriso nos olhos e o coração feliz. Obrigada, pessoal!

    ResponderExcluir
  4. Maysa permaneçe em nossos corações. Disso não tenho dúvidas, vamos celebrar o amor e a música! Maysa adoraria isso. Viva Maysa, nós te amamos.

    ResponderExcluir
  5. Tudo maravilhoso, não tenho nem palavras. *-*'
    MAYSA, SUA LUZ PERMANECE! s2

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo, amei gente! Vitor, Paola e Marina, vocês estão de parabéns!!

    VIVA MAYSA!

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigado á todos vocês gente!!! Tudo isso é em homenagem á diva, ela merece, onde quer que Maysa esteja nesse momento e com certeza é um lugar bem melhor ela está vendo isso e todo nosso amor por ela, viva MAYSA!

    ResponderExcluir
  8. Gente, este blogo está ficando cada dia melhor! Maysa estava precisando de uma coisa assim, feita, acima de tudo com muito amor. Parabéns para vocês, para nós que amamos Maysa e para ela que merece o melhor!
    VIVA MAYSA!

    ResponderExcluir
  9. Esse blog está cada dia melhor! Maysa está feliz!
    VIVA MAYSA!

    ResponderExcluir